Comunidade aprova PMSB de Água Boa em audiência pública


24 nov/2016

O documento, financiado pelo CBH-Suaçuí, em um investimento de aproximadamente R$ 150 mil, agora será enviado para aprovação da Câmara Municipal

 Moradores de Água Boa participaram, no dia 23 de novembro, da audiência pública que marcou a aprovação do Plano Municipal de Saneamento Básico (PMSB) do município, que foi inteiramente financiado pelo Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Suaçuí (CBH-Suaçuí), em um investimento superior a R$ 150 mil. Água Boa foi um dos 36 municípios contemplados pelo CBH com a elaboração do documento, que custou ao colegiado aproximadamente R$ 4 milhões, por meio da utilização do recurso da cobrança pelo uso da água. O PMSB é uma exigência legal e permite aos municípios orientar suas ações em prol da universalização dos serviços de saneamento.

 Mais um passo rumo à universalização do saneamento

A audiência pública é a última etapa da elaboração do PMSB – documento exigido pela Lei Federal 11.445/2007 e que traça diretrizes e ações para a universalização dos serviços de saneamento. O plano é composto por informações referentes à situação atual do município em relação ao esgotamento sanitário, drenagem, resíduos sólidos e abastecimento. Através de um diagnóstico feito com as informações coletadas nas zonas urbana e rural do município, são planejadas ações emergenciais, de curto, médio e longo prazo, destinadas à universalização dos serviços de saneamento, em um horizonte de vinte anos. A audiência pública tem o objetivo de apresentar o documento à comunidade que, com a aprovação do documento, valida as informações contidas no plano, que também será enviado para a apreciação dos vereadores e, ao ser aprovado, passa a virar lei.

 O presidente do CBH-Suaçuí, William Cardoso, que é natural de Água Boa, destacou a emoção de participar da aprovação do documento, que norteará ações de melhoria da qualidade de vida da população. “Destaco que o trabalho do CBH não se encerra aqui. A nossa preocupação e a minha, enquanto aguaboense, é cuidar de nossos recursos hídricos. E, para isso, trabalharemos questões com a recuperação de nascentes e áreas degradadas, além da promoção de ações de melhorias do saneamento rural”, destacou. O representante da prefeitura, Rony Barbosa, enfatizou que “o que queremos é um município que atenda às normas ambientais e onde a população tenha uma condição de vida melhor. E, independentemente da obrigatoriedade, nós destacamos a importância desse documento”.

 Em Água Boa, em relação ao abastecimento de água, serão necessários cerca de R$ 38,6 milhões para atender a 100% da comunidade em relação ao índice de atendimento de água e de conformidade de água tratada. Para que 100% do esgoto produzido seja coletado e tratado, será necessário um investimento de R$ 14,7 milhões. Já para que se atinja o nível total de cobertura de drenagem, será preciso R$ 24,7. Por fim, para que toda a população tenha seus resíduos sólidos coletados e destinados a um aterro sanitário, será preciso investir cerca de R$ 16,3 milhões.

 Quer conhecer melhor o plano do seu município? Acesse o nosso site e confira o documento completo: www.cbhsuacui.org.br/agua-boa


Nenhum Comentário »

No comments yet.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URL

Leave a comment